Qual é o segredo da lucratividade?

 

Querer ser lucrativo, todos querem; ser lucrativo, muitos conseguem; sustentar o lucro, poucos sabem!

 

Para suceder, sugerimos um modelo de cinco módulos:

 

1 - Seguir um processo gerencial-executivo, lógico e prático, com suas fases:


A - fixar objetivos arrojados;
B - elaborar estratégias superioras;
C - estabelecer prioridades de impacto;
D - trabalhar com pessoas intra-empreendedoras;
E - desenhar uma organização de fácil interrelacionamento;
F - configurar um monitoramento transparente com suporte digital.


Até aqui, muito conceitual, mas ainda não funcional...

 

 

2 - Compartilhar o processo acima com os gestores e seus times, para que compreendam o seu papel dentro do todo, da importância de delegar poderes e da necessidade de interrelações com as áreas correlatas.


Até aqui, mais funcional, mas ainda não fácil...

 

 

3 - Capacitar os gestores com a prática moderna de Gestão Empresarial "Gerenciar, mensurar e aumentar a lucratividade” e muni-los com o instrumento de Gestão Digital "Criar gráficos, análises e consultas, personalizadas”.


Até aqui, mais fácil, mas ainda não prático....

 

 

4 - Montar uma agenda de gerenciamento da lucratividade, com tópicos como:
• Fixar objetivos para 12 meses e horizonte de 3 anos;
• Elaborar uma estratégia lucrativa em até 30 palavras;
• Estabelecer as prioridades que têm 80% de impacto sobre o resultado;
• Atribuir responsabilidade aos profit centers;
• Envolver todos os colaboradores para chegar ao crescimento lucrativo;
• Usar mapas para indicar o “caminho crítico” para os resultados.


Até aqui, mais prático, mas ainda não confortável.

 

 

5 - Treinar como fazer em um treinamento de Gestão Empresarial, onde estão os próprios participantes que criam a solução, sob medida, para a realidade e ambição da sua empresa!
O momento de dar “o pulo do gato”!

 

Aprendizado penoso?! – não necessariamente: o assunto “chato” tende, sim, a cansar e, se repetido de forma “chata”, pode se tornar entediante.

 

Uma dica para tornar o treinamento mais “amigável” é permitir ao participante monitorar a incidência de palavras ou expressões “chatas” como:


• Sinergia - Hábito - Ação - Meta - Organização
• Monitoramento - Clientes - Valor - stakeholders - Estratégia
• Sistema - Receita - Objetivo - Negócio - Custo
• Otimização - Foco - Lucro - Desempenho - Processos
• Resultados - Paradigma - Modelo - Avaliação - Pessoas

 

Sempre que ele ouvir uma palavra ou expressão contida num dos campos acima, ele marca a mesma.

 

Quando completar uma linha, coluna ou diagonal, ele grita "BINGO" e ganha uma foto dele como “destaque” do treinamento!

 

Resta, no entanto, lembrar que atrás de cada palavra ou expressão “chata” pode estar uma idéia inovadora, a um passo de você!

 

Incorporar a lucratividade como uma competência essencial da empresa é possível; práticas e instrumentos gerenciais para dar um passo à frente estão disponíveis. Por que não aprender como criar soluções para aumentar o seu lucro?
 

Werner Kugelmeier


 

Fale Conosco - WK Prisma

 Tel: +55 (19) 3256-8534 / 98219 2638
    E-mail: clique

    Endereço: Rua Cândido Portinari, 258
    13088-007 Campinas – SP

 

       

                

Blog - WK Prisma 

 

 

Bem-vindo ao blog da WK PRISMA
Educação Corporativa Modular

 

Blog

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Social - WK Prisma Werner Kugelmeier FacebookWerner Kugelmeier - LinkedIn

 


© Copyright 2010, WK PRISMA®. direitos reservados
Produzido por Dinamicsite

A página solicitada não foi encontrada !

Verifique se digitou o endereço corretamente. Se esta página foi indicada por um Sistema de Busca (Google / Yahoo / MSN) este ainda não se atualizou após a remoção da página.

Faça uma Busca Interna com uma da(s) palavra(s) solicitada(s) ou avise-nos.

Obrigado !