Gerenciar seu negócio não precisa ser complicado

 

Surpreenda-se com o Modelo de Gestão CANVAS
- fazendo-o

 

Por que algumas empresas ganham dinheiro e outras perdem?

 

Pesquisas revelam que 45% da receita de uma organização
são gerados pelos melhores gestores da empresa.

 

O que um Gestor deve fazer?

 

Se tiver respondido “gerar resultado”, você acertou: essencialmente, gestores são cobrados por Resultados; mas, 9 de 10 gestores falham na geração de resultados.

 

“Tarefa do gestor não é olhar como a empresa está

- mas como ela deveria estar”

John W. Teets

 

Por que não facilitar, então, o seu dia a dia?!

 

Qual o executivo, gestor ou empreendedor, independente do tamanho e segmento da sua organização, que ainda não tenha se perguntado qual seria o modelo de gestão mais “inteligente” para buscar o resultado esperado?

 

Se você está sentindo a crescente pressão para que a geração de resultado se torne prioridade na sua agenda, aplicar o Modelo de Gestão CANVAS, a sua gestão numa página só, é a solução. Por ser uma ferramenta robusta e uma metodologia poderosa de gestão, o Modelo de Gestão CANVAS estimula o gestor e sua equipe a remarem na mesma direção: buscar competitividade e impacto ao atrair e reter os seus stakeholders (colaborador - cliente - fornecedor/parceiro - comunidade - investidor). 

 

O Modelo de Gestão CANVAS é uma ferramenta sistêmica, visual, colaborativa e simples para resumir as práticas principais da gestão empresarial, ideal para auxiliar o gestor a elaborar o “GPS” da sua gestão.

 

O quadro CANVAS auxilia os gestores na criação, diferenciação e inovação, aprimorando seu modelo de gestão, na busca dos resultados desejados.

 

O que é Gestão Empresarial?

“90% do que nós chamamos de gestão
consistem em tornar difícil para as pessoas fazerem o seu trabalho.”
Peter Drucker 

 

Basicamente, como Gestão Empresarial podemos entender a transformação de objetivos em resultados, através de esforços coordenados.

 

O que falta para sua gestão acontecer?

 

Qual o gestor que ainda não tenha se perguntado qual seria o “jeito” mais “inteligente”, para assegurar o resultado esperado e evitar “saia curta”, na hora do reporte?

 

O Modelo de Gestão CANVAS permite que os envolvidos participem da concepção do modelo; você vai acessar a inteligência do colaborador.

 

O que fazer?

 

1 - Como ponto de partida, o Modelo de Gestão CANVAS recomenda integrar (apenas) quatro pilares, comuns em qualquer gestão, a saber: Pessoas competentes – Operações inovadoras – Clientes bem sucedidos – Finanças lucrativas (o “mantra da gestão”).

 

 

2 - Você já tentou visualizar a sua Gestão? Você já tentou envolver seu time na sua Gestão?

 

Aplicar o Modelo de Gestão CANVAS significa desenvolver soluções em conjunto, de forma transparente - sem medo de ideias “loucas”...

 

O Modelo de Gestão CANVAS utiliza a ferramenta CANVAS, com a descrição prática dos passos da gestão, num único quadro.
A explicação é simples: desenvolvendo Pessoas, sustentamos as Operações, que atendem o Cliente, para obter sucesso em Finanças.

 

 

3 – Onde está a inovação?

 

Faz pouco sentido entregar-se às mesmices de práticas gerenciais. Como disse Albert Einstein: “Não há nada que seja maior evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa dia após dia e esperar resultados diferentes”.

 

Diferente do Modelo de Negócio, criado por Osterwalder, que descreve o processo de criar, entregar e capturar valor para o cliente, O Modelo de Gestão descreve o alinhamento de 7 passos da gestão: Definir o Objetivo – Elaborar a Estratégia – Estabelecer as Prioridades – Desenvolver as Pessoas – Desenhar a Organização – Alocar os Recursos - Monitorar o Resultado; ou seja, o Modelo de Negócio é mais voltado para facilitar a vida de empreendedores, na hora de iniciar um negócio. O Modelo de Gestão descreve a lógica de como um gestor pretende gerar resultado, no seu dia a dia. 

 

Portanto, para esperar “resultados diferentes”, aí a sugestão: aplique o Modelo de Gestão CANVAS.

 

 

 

4 – O que falta? Sugiro trabalhar com cinco Etapas

 

Etapa 1 - Montar um quadro CANVAS, que serve para descrever sua gestão

 - Objetivo
 - Estratégia
 - Prioridades
 - Pessoas
 - Organização

    - Recursos
 - Monitoramento

 

São estes os blocos, sequenciados, prontos para que a equipe envolvida possa desenvolver elementos inovadores que garantam que a empresa crie ou mantenha vantagens competitivas.

 

Etapa 2 - Configurar os 7 Passos que descrevem como funciona uma gestão para fazer o resultado alcançar o objetivo.

 

Cada passo é dividido entre conceito e práticas, que devem ser preenchidos com post-its para facilitar o acréscimo, remoção e realocação das ideias.

 

Os passos são estes:
1. Onde queremos chegar          Fixar o Objetivo
2. Como chegar lá                     Elaborar a Estratégia
3. No que focar                         Estabelecer as Prioridades
4. Com quem trabalhar              Desenvolver as Pessoas
5. Como trabalhar                     Desenhar a Organização
6. Como apoiar                          Alocar os Recursos
7. Como avaliar                         Estruturar o Monitoramento

Etapa 3 - Definir os Conceitos de cada passo
1 - Objetivo            - o que queremos
2 - Estratégia          - obter vantagem competitiva percebida
3 – Prioridades        - gerar impacto sobre o resultado
4 – Pessoas             - desenvolver competências chaves
5 – Organização       - estruturar um ambiente que evolui
6 – Recursos            - definir a infraestrutura
7 – Monitoramento   -
gerenciar resultados, com o BSC

 

 

Etapa 4 - Você vai perceber que o sucesso de cada passo depende da conclusão do passo anterior, o que caracteriza melhor a existência de um processo.

 

Alinhando os 7 passos, você obtém o processo da sua gestão empresarial, como mostra a figura abaixo:

 

 

Lembre que nós queremos modular um processo que facilita a geração de resultados; logo, precisamos enfatizar que o processo precisa fazer com que os resultados alcancem os objetivos.

 

 

Vantagem: Você trabalha com uma visão “helicóptero” - saindo das operações do dia a dia - enxergando o todo da gestão, “numa piscada de olhos”. 

 

Etapa 5 - Inserir as Práticas de cada passo

 

1 - Objetivo – O que queremos

 

Para gerenciar melhor, o Modelo de Gestão CANVAS recomenda – pensem no “mantra” - desmembrar o Passo OBJETIVO nas Práticas: “Definir Objetivos” e “Fixar Metas”. Os Objetivos definem resultados abrangentes; as Metas são a quantificação do Objetivo, para poder medir melhor os resultados.

 

Pessoas
- Melhorar Competências (+) x%
- Aumentar Satisfação (+) x%
- Aumentar Retenção de Potenciais (+) x%
 

 

Operações
- Melhorar Produtividade (+) x%
- Reduzir Custos operacionais (-) x%
- Melhorar Informações (+) x%

 

Cliente
- Aumentar o número de Clientes “A” (+) x%
- Melhorar a Satisfação (+) x%
- Reduzir Custos e Despesas (-) x%


 Finanças
- Aumentar Liquidez (+) x%
- Aumentar Receita (+) x%
- Aumentar Lucro (+) x%


Passo 2 - Estratégia - Obter vantagem competitiva percebida

Vamos desmembrar a Etapa ESTRATÉGIA nas Práticas
 - Definir o Negócio
 - Fazer uma Análise SWOT
 - Formular a Proposta de Valor

 

Como primeira prática, destacamos “Definir o Negócio”.

 

Pergunte: “Em qual guerra (segmentos/clientes) vamos competir?”

 

Exemplo – Fornecer softwares empresariais

Como segunda prática, destacamos fazer uma Análise SWOT - Strengthes (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (ameaças).

 

Pense nas condições que você tem (ou não tem) para sustentar seu Negócio.

 

Uma boa Estratégia termina com a formulação da sua Proposta de Valor. Assunto para a terceira Prática.

 

Pense sobre o que nós podemos ofertar (em poucas palavras). 

 

Exemplos: 

 

- Líder em Pessoas - presumindo reações do colaborador:
“É esta a empresa que queria trabalhar (e vou me orgulhar)”.

 

- Líder em Operações - presumindo reações do concorrente, como:
“É assim que gostaria trabalhar (e não tinha conseguido até agora)”.

 

- Líder em Cliente - presumindo reações do cliente, como:
“É isso que eu precisava (e não tinha encontrado até agora)”.

 

- Líder em Finanças - presumindo reações do investidor, como:
“É isso que procurava, para investir”.

 

Passo 3 – Prioridades - Gerar impacto sobre o resultado
 

Pergunte: o que vamos fazer para entregar sua Proposta de Valor?

 

Vamos desmembrar a Etapa PRIORIDADES, nas Práticas:

- Mobilizar Pessoas – Exemplo: Maximizar o Potencial
- Mobilizar Operações – Exemplo: Automatizar os Processos
- Mobilizar Cliente – Exemplo: Estreitar Relações
 - Mobilizar Finanças – Exemplo: Receita > Custo

 

Passo 4 – Pessoas - Desenvolver competências chaves 

 

Pergunte: Que perfil de colaborador ajudará a sustentar nossa competitividade?

Para responder melhor, vamos desmembrar a Etapa PESSOAS, nas Práticas:

 

- Desenvolver o Estrategista que trabalha o (!) negócio - não no negócio – ousando.


- Desenvolver o Líder que conquista seguidores, não como Chefe, aquele mande em cima de subordinados - envolvendo.


- Desenvolver o Executor que faz acontecer – praticando o que ele prega – movendo.


- Desenvolver o Integrador que facilita, sabendo alinhar Pessoas – Operações – Cliente – Finanças. 

 

Passo 5 – Organização - Desenhar um ambiente que evolui

 

Você vai entender que não adianta querer desenvolver colaboradores, sem criar espaço para eles poderem agir, criar e inovar; portanto, vamos pensar em como lhes dar estas condições.

 

Pergunte: Como podemos aplicar nossas competências mais depressa do que os concorrentes?

 

Para responder melhor, vamos desmembrar a Etapa ORGANIZAÇÃO, nas Práticas:

 

- Desenvolver a Aprendizagem das Pessoas – Exemplo: Estimular a colaboração.

 

- Desenvolver a Automação de Operações – Exemplo: Implantar o ERP (Enterprise Resource Planning).

 

- Desenvolver o Relacionamento com o Cliente – Exemplo: Implementar o SLA (Service Level Agreement).

 

- Desenvolver a Disciplina em Finanças – Exemplo: Educar para a Disciplina Orçamentária.


 Passo 6 – Recursos - Definir a infraestrutura

 

A sua Organização precisa de recursos para poder entregar resultados.

 

Pergunte: Quais recursos precisamos, para gerar o resultado esperado?

Pense em alocar:
- Recursos Intelectuais
- Recursos Mercadológicos
- Recursos Tecnológicos
- Recursos Logísticos
- Recursos Materiais
- Recursos Financeiros 
 

Passo 7 – Monitoramento – Gerenciar resultados, com o BSC

 

Você fixou seus Objetivos, elaborou sua Estratégia, estabeleceu suas Prioridades, definiu o perfil das Pessoas “ideais”, desenhou sua Organização e escolheu seus Recursos.

 

Chegou a hora de pensar em como gerenciar os resultados.

 

Pergunte: Estamos ganhando ou perdendo dinheiro?

 

Se você quer analisar e avaliar o desempenho da gestão, aqui a solução: o Balanced ScoreCard – BSC, uma ferramenta lógica e amigável, ao buscar resultados, em particular, a lucratividade.

 

O BSC trabalha quatro perspectivas:

 

- Aprendizagem
 Pergunte: Nossas Competências estão aumentando?

- Processos
 Pergunte: Nossas Operações são inovadoras?


- Cliente
 Pergunte: Como estão nossas relações comerciais?

- Finanças
 Pergunte: Nossas receitas são maiores do que os custos?

 

Coincidência ou não: lembra-se do nosso “mantra”: Pessoas – Operações – Cliente – Finanças?

 

Atenção: O BSC NÃO faz a Estratégia, mas o BSC facilita a sua execução.
 

Como primeira Prática, destacamos a definição de Objetivos.

 

Nós já definimos os Objetivos, no Passo 1 do Modelo de Gestão CANVAS.

 

Como segunda Prática, destacam a definição de Indicadores chaves de Performance, aqui KPI – Key Performance Indicators, que ajudam a definir e medir este progresso. A definição dos indicadores é pré-requisito para a definição das metas.

 

Como terceira Prática, destacamos a definição de Metas para cada um dos indicadores, fundamental para que o ciclo de gestão do BSC seja feito com sucesso.

 

Nós já fixamos as Metas (junto com os Objetivos), no Passo 1 do Modelo de Gestão CANVAS.

 

Como quarta Prática, destacamos a definição de Ações.

 

Nós já estabelecemos as Ações, no Passo 3 do Modelo de Gestão CANVAS.

 

Para facilitar a conversão da estratégia em resultado, o BSC sugere montar um Mapa Estratégico, que atua nas 4 Perspectivas do BSC, contemplando os respectivos Objetivos/Metas/Ações.

 

O que falta? Apurar os Resultados.

 

Atenção: O principal objetivo de uma reunião de monitoramento não é apresentar números; você deve trazer resultados para, em cima deles, junto com a sua equipe, entender o que deu certo, o que deu errado, por que deu errado, o que precisa ser feito de diferente.
 

O que fazer? Vocês vão inserir os resultados apurados, no Mapa Estratégico do BSC.

 

Pronto você apurou os resultados.

 

O que falta? Chegou a hora de analisar e avaliar os resultados.
 

No final de um período, a ser definido por vocês, torna-se fácil realizar uma avaliação de desempenho.

 

Você vai comparar Metas com Resultados; o momento “mágico” ou “trágico”...

 

O Modelo de Gestão CANVAS sugere uma reunião de monitoramento para avaliar os resultados nas cores de um “semáforo” (alarmante/crítico/ tudo bem)

 

Assim, vocês terão como agir, conforme os sinais "verde", "amarelo" e "vermelho" e medir os efeitos de suas ações.

 

O que falta? As práticas marcadas em vermelho (“alarmantes”) requerem uma ou mais ações corretivas; e as práticas marcadas em amarelo (“críticas”) requerem ações preventivas.
 

O grupo analisa as causas dos desvios e decide sobre as melhorias.

 

Em última instância, conduzindo a transformação de objetivos em resultado, você pode analisar se sua estratégia está “certa”.

 

Bom, acabamos de concluir a montagem do nosso Modelo de Gestão CANVAS - necessário e suficiente para você maximizar o Resultado. Chegou o momento de você ter uma visão geral da construção – a visão 360 graus...

 

Veja aqui uma imagem ilustrativa.

 


 

A engenharia ideal para costurar sua rede de práticas gerenciais

 

Você percebe que o Modelo de Gestão CANVAS capacita os Gestores (e seus times) para pilotar a sua gestão.  

 

Repare que o preenchimento do Modelo de Gestão CANVAS deve ser simples; quanto mais objetivo e conciso o seu texto for, melhores resultados você terá.

 

Desta forma, todos serão capazes de entender “onde se quer chegar” e “como chegar”; e mais, ao serem envolvidos, eles se sentem comprometidos.

 

Logo, o Modelo de Gestão CANVAS se torna um painel de gestão, ou melhor, de comando; daí o apelido Cockpit Management – o piloto é o gestor que gerencia de fato a sua gestão. 

 

Chegou o momento de iniciar a execução da gestão

 

Sempre que houver mudanças ao longo da gestão, é possível ajustar o mapa facilmente, seguindo a mesma lógica.

 

É, através da experimentação e da melhoria contínua (looping), que você chega à gestão “ideal”.

 

Note que este é o Modelo de Gestão CANVAS PADRÃO.

 

 

O que fazer para modular a sua gestão “perfeita”? 

 

O Modelo de Gestão CANVAS utiliza o mais moderno método disponível hoje no mercado: o CANVAS, um framework para melhorar a competência e o desempenho, seu e da sua equipe, com menos esforço e menos desgaste. O CANVAS (incorporando o Design Thinking) foi desenvolvido para otimizar (pensar “fora da nossa caixa”) e visualizar (atuar “graficamente”) a sua gestão “perfeita”.

 

Vocês preenchem um quadro com post-its, de forma estruturada, brincando com ideias “loucas” e criando soluções inusitadas, de forma inspiradora, ágil, prática, lúdica e colaborativa, a partir das suas necessidades – TUDO em uma única folha (!).

 

É assim, que o CANVAS permite inovar, analisando e concluindo, junto com sua equipe, de uma forma ágil, factível e efetiva.

 

Através do método CANVAS, o Modelo de Gestão CANVAS se torna uma ferramenta de comunicação. As relações dos passos gerenciais estabelecidas permitem às pessoas entenderem aonde e como chegar. A partir daí, fica mais fácil para os colaboradores se posicionarem dentro da estrutura e perceberem como podem contribuir para o alcance dos objetivos.

 

Conclusão
 

O Modelo de Gestão CANVAS torna-se um “dedo-duro”, capaz de deixar às claras os resultados ruins, as causas e as possíveis correções.

 

O Modelo de Gestão CANVAS é como um “GPS”: ele vai indicando o caminho para que os gestores alcancem os objetivos rumo aos resultados, que são, afinal, o destino almejado.

A elaboração correta da sua Gestão Empresarial estratégia permite que a empresa possa ter um posicionamento de destaque no mercado e lucrar mais.

 

A empresa se torna mais competitiva e consegue desenvolver uma atuação duradoura, sustentando o crescimento e/ou a expansão, com rentabilidade.

 

Em última instância, o Modelo de Gestão CANVAS ajuda a empresa a tornar-se melhor e maior, mais perto das Empresas destacadas na EXAME “Melhores & Maiores”.

 

Experimente-o, de forma descomplicada e intuitiva, e aumente o potencial da sua gestão, expressa em mais competitividade, sem perder tempo e dinheiro. 

 

A quem é destinado?

 

O Modelo de Gestão CANVAS é aplicável em Organizações de qualquer segmento, porte ou localização.

 

O Modelo de Gestão CANVAS é a ferramenta ideal para as pequenas e médias empresas; ele atende à necessidade dessas empresas de desenvolver seus gestores, de maneira rápida e eficaz.

 

O Modelo de Gestão CANVAS é a solução – uma “paixão gerencial” – um “videogame” - o combustível ideal da sua transformação gerencial – por que esperar então?!



 


 

Fale Conosco - WK Prisma

 Tel: +55 (19) 3256-8534 / 98219 2638
    E-mail: clique

    Endereço: Rua Cândido Portinari, 258
    13088-007 Campinas – SP

 

       

                

Blog - WK Prisma 

 

 

Bem-vindo ao blog da WK PRISMA
Educação Corporativa Modular

 

Blog

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Social - WK Prisma Werner Kugelmeier FacebookWerner Kugelmeier - LinkedIn

 


© Copyright 2010, WK PRISMA®. direitos reservados
Produzido por Dinamicsite

A página solicitada não foi encontrada !

Verifique se digitou o endereço corretamente. Se esta página foi indicada por um Sistema de Busca (Google / Yahoo / MSN) este ainda não se atualizou após a remoção da página.

Faça uma Busca Interna com uma da(s) palavra(s) solicitada(s) ou avise-nos.

Obrigado !