Soluções em Gestão Empresarial ao seu alcance

 

1 – Qual é a contextualização para um Curso de Gestão?

 

Empresas vulneráveis, práticas gerenciais tradicionais em xeque, quedas de executivos. Esses fenômenos, sem precedentes na proporção que estão tomando, caracterizam a transição que os gestores atravessam rumo a um novo tipo de Gestão Empresarial, marcado pelo aprimoramento da competência, do comportamento e da credibilidade para evitar uma “morte súbita”.

 

Mundo Corporativo – ameaça ou oportunidade – depende de nós; é neste contexto que queremos compartilhar algumas idéias quanto à complementação da formação empresarial que pode fazer a diferença.

 

Todos os dias começam com apenas uma certeza: as organizações são desafiadas como nunca para buscar soluções que preservem a sua competitividade.

 

É o momento onde as pessoas e a forma de desenvolvê-las farão a diferença para determinar o sucesso (ou fracasso) nos negócios.

 

Permanecer inserido no mercado de trabalho é o desejo de todo gestor atual ou potencial. Para isso, porém, é preciso se manter atualizado. As competências  fundamentais para essa atualização não provêm apenas da experiência do dia-a-dia do trabalho. Para atender aos requisitos do mercado, existe a solução Curso de Gestão que formam profissionais altamente competitivos, combinando os mais modernos conceitos de Gestão Empresarial com a prática do dia-a-dia do Gestor Empresarial.

 

Os principais focos de um Curso de Gestão são:

 

- Como enfrentar os desafios da Gestão Executiva

- Como ampliar a Gestão na Dimensão Internacional

- Como buscar resultado através de Pessoas

- Como combinar inteligência gerencial e inteligência digital

- Como gerenciar estrategicamente para aumentar a Lucratividade

- Como conquistar e/ou manter uma posição de Liderança de alto impacto

 

As competências adquiridas em um Curso de Gestão são fundamentais para que o profissional conquiste e/ou mantenha sua posição na empresa ou para que possa aproveitar oportunidades de carreira. No entanto, a escolha do Curso de Gestão deve se basear em critérios bem definidos e ter clareza quanto aos resultados esperados; para escolher o curso certo, o profissional deve ter noção exata dos seus pontos fracos, dentro de suas tarefas no trabalho atual ou dentro da sua ambição para novos trabalhos.

É preciso focar competências que não se adquirem na empresa, nem em cursos acadêmicos regulares, mas que são essenciais para profissionais que precisam aprender a comunicar idéias e transformá-las em resultados de impacto para sua organização.

 

2 - Por que um Curso de Gestão?

 

Uma pesquisa sob o título "Sonhos e Pesadelos dos Líderes", realizada recentemente (maio de 2009) entre 520 executivos(as) – CEO´s, Diretores e Empreendedores - pela EMPREENDA, em parceria com a HSM inspiring ideas, revela alguns dados relevantes:

- Perguntados sobre “suas principais preocupações como líder”, a maioria (58%) respondeu “Conseguir executar a estratégia da empresa”.

 

- Questionados sobre “seus principais sonhos para sua vida profissional”, a metade respondeu: “Aumentar a rentabilidade do negócio”.

 

- Solicitados a “priorizar o âmbito de maior importância para realizar seus sonhos”, a maioria (58%) enfatizou a “Carreira”.

 

- Instigados sobre o pensamento quanto à essência de “Liderança”, praticamente todos responderam: “O verdadeiro líder tem gente em torno de si, e não atrás de si” e “O verdadeiro líder forma outros líderes, não apenas seguidores”.

 

- Perguntados Qual manchete você gostaria de ver publicada sobre sua empresa nos cadernos de economia do Brasil em 01 de Janeiro de 2010”, a maioria respondeu (no âmbito Empresa): “Ser a mais admirada pelos Clientes” e “Estar entre as Melhores para Trabalhar”.

 

- Questionados “Qual o seu principal desafio de gestão para esse ano? A maioria respondeu: Manter o crescimento”, “Aumentar o Faturamento”, “Equilibrar Receitas x Despesas”, “Formar e Motivar Líderes”.

 

Qual é o denominador comum das respostas? Ficou evidente que o “x” da questão é a profissionalização e modernização da Gestão Empresarial, consequentemente, a preocupação: Como adquirir ferramentas gerenciais para conquistar e/ou manter uma posição de destaque no mundo empresarial?

 

A todo instante surgem fatos novos e desafios diferentes. O domínio de práticas modernas de Gestão Empresarial que permitem alcançar ou – por que não - superar os resultados esperados torna-se imprescindível.


A função do gestor empresarial passa a ter um caráter decisivo neste cenário. Nós sabemos que os gestores vencedores possuem uma forma peculiar de sentir, pensar, falar e agir. São competências e comportamentos que os conduzem ao sucesso superior.

 

Desmistificar estes “segredos” é função do Curso de Gestão; ele propicia uma interação entre os participantes, uma compreensão profunda dos temas propostos e, principalmente, possibilita que a assimilação das práticas mude efetivamente a competência e o comportamento dos participantes.

 

Um Curso de Gestão de fato deve focar ferramentas que facilitam o dia-a-dia do gestor e, consequentemente, a sua carreira.


Os participantes são estimulados para sair do papel de simples expectadores, passando a fazer parte da construção do aprendizado, de forma prática e vivencial. Somente desta forma o participante se torna o agente transformador do conhecimento em negócio e do negócio em dinheiro.

 

3 - Quais soluções um Curso de Gestão pode trazer para quais questões?

 

Faça um auto-diagnóstico da sua Gestão Empresarial

 

Para facilitar este exercício, você acha em seguida temas-chave onde clareamos o

‘ por que é importante´ de cada um, idealizamos a respectiva solução e formulamos a pergunta para o seu auto-diagnóstico.

 

Se você respondeu “NÃO” a alguma das perguntas, não hesite em contratar um Curso de Gestão.

 

(1) Como conquistar e/ou manter uma Liderança de alto impacto

Por que é importante?

Liderança é um dos principais vetores do desenvolvimento e sustentabilidade da organização, motivo pelo qual as empresas têm investido cada vez mais no desenvolvimento de seus líderes. A excelência na gestão requer líderes nos vários níveis da organização, comprometidos com o resultado do negócio e empenhados em imprimir força e movimento no seu processo de desenvolvimento e superação. 

 

Qual a solução?

As soluções de desenvolvimento de liderança utilizam abordagens alinhadas ao ambiente em que estão inseridos a organização e seus gestores. A escolha da melhor abordagem se dá mediante a identificação das necessidades e do momento da empresa, tais como:

·         A importância da execução de melhorias

·         O papel da liderança no cerne de qualquer melhoria ou mudança

·         Modelo de Desenvolvimento da Liderança.

·         Sistemas de acompanhamento da performance

·         Programa de sucessão

 

Pergunta:

A Gestão Empresarial da sua Organização cultiva hábitos e desenvolvimento de liderança?

 

(2) Como lidar com a revolução de práticas gerenciais

Por que é importante?

 

Aqui se identificam as situações críticas com as quais a Alta Administração lida no dia-a-dia bem como questões ligadas à gestão de resultados que sustentam  o crescimento rentável da empresa, tais como:

- a definição em qual negócio competir realmente

- como levar idéias aonde importa

- os fatores que garantem resultados superiores

A capacitação busca uma visão crítica dos papéis de cada dirigente e sua equipe, com foco no auto-desenvolvimento e no desenvolvimento do grupo e, consequentemente, da empresa como um todo.

 

Qual a solução?

Ao elaborar uma solução são mapeadas as necessidades de acordo com as ameaças e oportunidades externas, bem como os pontos fortes e fracos internos verso o resultado que se está buscando e os desafios enfrentados e obstáculos encontrados. A partir daí, é possível desenvolver temas direcionados ao corpo diretivo.

 

Pergunta: Nos últimos 2 anos, a Gestão Empresarial da sua Organização levou à implementação de uma nova prática gerencial?

 

(3) A Gestão Empresarial avançada com sua nova visão de criação de valor

Por que é importante?

Para aumentar sua competitividade, empresas modernas estão substituindo a administração baseada em áreas e departamentos pela gestão de processos e atividades.

 

A Gestão Empresarial hierárquica nem sempre consegue alinhar os objetivos corporativos com o restante da organização, comprometendo assim a satisfação das exigências crescentes dos clientes por melhor qualidade, preço e serviço.

 

Como solução surgiu um modelo de Gestão Empresarial baseado em processos e atividades voltados para a co-criação de valor para os stakeholders, que são os colaboradores, clientes, fornecedores, comunidade e investidores.

 

Para que a geração de valor se torne prioridade na agenda dos gestores é necessário que os líderes empresariais procurem um conjunto de ferramentas  encontradas na Gestão Baseada em Valor – GBV.

 

A ferramenta estimula os gestores e suas equipes a remarem na mesma direção: planejar, atuar e monitorar seguindo um processo executivo de oito fases, a partir das quais é possível identificar pontos de destruição de valor e oportunidades de criação de valor. 

 

Qual a solução?

A solução customizada tem caráter prático e oferece uma série de ferramentas aos gestores. Com uma metodologia lógica e prática, ela extrapola o desenho dos processos executivos e estimula a formação de equipes multifuncionais sob orientação dos respectivos gestores, voltada para:

§  Clarificação do mercado, players, relacionamentos relevantes;

§  Definição de objetivos arrojados e estratégias diferenciadas;

§  Gestão de uma agenda de prioridades de alto impacto para o negócio;

§  Gestão de valorização do Capital Humano;

§  Desenho de uma organização transparente, flexível e ágil;

§  Monitoramento com definição de indicadores para acompanhamento.

Para responder positivamente, o gestor necessita de ferramentas avançadas em gestão, que lhe permitam analisar criticamente o contexto em que atua, rever suas práticas gerenciais e incorporar os objetivos corporativos.

 

Pergunta:

A Gestão Empresarial da sua Organização se baseia em uma noção clara e comunicada de um Modelo avançado de Gestão?

 

(4) Uma mudança de postura gerencial: o Intra-Empreendedorismo (intrapreneuring)

 

Por que é importante?

Uma nova visão sobre o papel dos gestores na formação de uma equipe voltada à cultura empreendedora. O participante desenvolve senso de propriedade de sua área de atuação, paixão por aquilo que faz, simplicidade na condução dos negócios, autoconfiança diante de desafios ou obstáculos, agilidade pró-ativa e aprendizado contínuo – tornando-se apto para incentivar o mesmo foco em outros níveis da organização.

 

Qual a solução?

Uma solução busca mudar o foco do gerente como ocupante de um cargo e enfatiza o seu papel como multiplicador.

 

Um intra-empreendedor (intrapreneur) precisa, no mínimo, se relacionar bem, não só com os seus membros de equipe, mas principalmente com outras entidades internas e externas da organização.

 

Ele deve estimular a criatividade, a partir de exercícios e dinâmicas voltados ao pensamento divergente, à exploração de visões e a técnicas interdisciplinares para encontrar soluções criativas para problemas e situações.

 

Uma vez aceita sua idéia pela alta direção, ele precisa buscar aliados na organização. Técnicas de negociação o ajudarão a chegar a parcerias que sejam proveitosas para todas as partes envolvidas.

 

O intra-empreendedor (intrapreneur) conduz a sua equipe rumo ao objetivo comum tirando o máximo proveito do trabalho em conjunto.

 

Pergunta:

A Gestão Empresarial da sua Organização comtempla uma cultura de Intra-Empreendedorismo (intrapreneuring)?

 

(5) Como buscar resultado através de Pessoas

Por que é importante?

O desenvolvimento profissional inicia-se pela mobilização do potencial produtivo individual. Os profissionais devem ser desafiados a refletir sobre o próprio desempenho e receber feedback sobre suas potencialidades para construir, em conjunto, seus planos de carreira.

 

Qual a solução?

Uma solução significa disponibilizar informações para mapear os gaps individuais bem desenhar instrumentos de análise de desempenho e identificação de potencial para elaborar planos de desenvolvimento individual e programas de sucessão.

 

No entanto, grupos de colaboradores existem em todas as organizações, mas times são raros. O que diferencia um grupo de um time são seus comportamentos frente ao compartilhamento das metas, caminhos estratégicos, responsabilidades entre os membros, assim como o nível de confiança entre eles.

 

Para elaborar uma solução é fundamental o entendimento de propósito, pessoas e processos da equipe para identificar pontos de melhoria. A compreensão do impacto da atuação individual sobre a performance do grupo é o grande desafio. A construção da solução customizada compreende um diagnóstico do funcionamento da equipe, a partir do qual a equipe é conduzida para mecanismos que propiciam o seu desenvolvimento (teambuilding). É assim que se intensifica a força natural de um time vencedor.

 

Pergunta:

A Gestão Empresarial da sua organização consegue resultados superiores com o potencial produtivo das pessoas?

 

(6) Como reter Talentos

Por que é importante?

Se até alguns anos atrás as empresas conseguiam ser competitivas somente graças às características diferenciadas de seus produtos ou serviços, essa é uma tarefa muito mais difícil hoje em dia. As empresas estão oferecendo produtos cada vez mais parecidos e padronizados (commodities);  consequentemente, a competitividade de uma organização está sendo colocada em xeque.

 

Chegou a hora de as pessoas passarem a ser um diferencial decisivo.

 

Qual a solução?

A melhor forma de conquistar e/ou manter destaque neste cenário é identificar, desenvolver e reter (!) Talentos.
  
A saída de talentos é muito custosa para uma organização, pois ele leva consigo toda a sua experiência e conhecimento.

 

Uma solução tem como ponto de partida o aspecto mais importante para que uma organização consiga reter talentos: ter clareza do que significa “Talento” para ela; ou seja, cada empresa deve buscar Talentos com competências específicas.

Por outro lado, é de igual importância entender o que os Talentos buscam na organização.

 

Pergunta:

A sua organização apóia a Gestão Empresarial em Talentos que  conseguem resultados?

 

(7) Como reter Líderes

 

Por que é importante?

O Líder tem um papel fundamental. Ele deve ser capaz de potencializar o trabalho dos Talentos e lhes dar espaço para que possam crescer e expandir.

O ponto mais importante para que uma organização consiga reter Líderes é ter clareza do que significa “Líder” para ela: cada empresa deve buscar Líderes com competências específicas.

 

Por outro lado, é de igual importância entender o que os Líderes buscam na organização.

 

Qual a solução?

Uma solução significa garantir um ambiente de trabalho estimulante, dar espaço para que o Talento e/ou Líder possa aprender constantemente (“deixá-lo em paz”) e se expor a  oportunidades de crescimento (“deixá-lo aparecer”) são cuidados essenciais que uma empresa deve ter para reter seus talentos e/ou Líderes.  

 

Pergunta:

A sua organização apóia a Gestão Empresarial em Líderes que inspiram equipes?

 

(8) Como desenvolver Competências Essenciais

 

Competências podem ser organizacionais e gerenciais. As organizacionais referem-se à combinação de recursos da empresa que perfazem a sua vantagem competitiva. As gerenciais dão suporte às competências organizacionais e estão vinculadas aos gestores da empresa. Para surtir efeito, as competências gerenciais devem estar alinhadas com o objetivo, estratégia e prioridades da empresa.

 

A elaboração de uma solução requer um mapeamento e/ou um desenvolvimento das competências, onde se identificam, descrevem, categorizam e priorizam as competências corporativas e profissionais. O resultado serve como input para trabalhar as lacunas (gaps) entre as competências gerenciais existentes e as necessárias, hoje e no futuro.

 

Pergunta: A sua Organização têm uma noção clara e compartilhada das “Competências Essenciais”?

 

(9) Como gerenciar estrategicamente para aumentar a Lucratividade

Por que é importante?

O tema “Estratégia” envolve desde as definições básicas da empresa (missão, visão e valores), até o posicionamento mercadológico e a proposição de valor.

 

O desafio empresarial consiste em identificar como ser diferente e em viabilizar a sua diferenciação. Uma solução deve atender desde um esclarecimento sobre o tema até a construção conjunta do mapa estratégico, com sua implantação e seu acompanhamento.

 

A lucratividade sustentável deve ser construída através do alinhamento propósito – pessoas – processos dentro das organizações.

 

Qual a solução? Uma solução implica em métodos como

- Sair da sombra da “participação de mercado” para a “gestão para o lucro”

- Gerenciar a lucratividade do cliente e do canal de distribuição

- Gerenciar preço como aquilo que você negocia, não aquilo que acha que merece

- Equilibrar disciplina orçamentária e inovação disciplinada

- Tomar decisão baseada em Business Intelligence

- Gerenciar e mensurar a lucratividade

 

Pergunta: A Gestão Empresarial na sua Organização sabe ir além da Receita – para a Lucratividade sustentável?

 

(10) Como levar Marketing e Vendas a um novo patamar

Por que é importante?

Os gestores comerciais vivem em um cenário tenso e instável, portanto complexo e desafiador.

 

Os últimos anos têm sido evidência de novas tecnologias de comunicação entre empresa e mercado.

 

As atividades de marketing e vendas devem estar apoiadas em uma forte orientação para o mercado e uma visão sistêmica do negócio, chegando a tal ponto que todos na empresa se sentem envolvidos com a criação de ofertas de valor e a entrega de serviço de valor para o cliente – assumindo o foco do cliente no lugar do foco no cliente.

 

Qual a solução? Fazem parte de uma solução elementos como:

§  Propósitos estratégicos para obter desempenho e lucratividade superiores

§  Pessoas preparadas para superar turbulências

§  Processos para vender em mercados em constante transformação

§   

Pergunta: A Gestão Empresarial da sua Organização sabe transformar a estratégia de Marketing em resultado de Venda?

 

(11) Como gerenciar Inovação e Mudanças

 

Por que é importante? A Inovação compreende produtos, serviços, processos e modelos de negócio. A inovação deve ser desenvolvida continuamente, oferecendo a base para a criação e sustentação das opções mais atrativas de negócios.

 

Qual a solução?

Uma solução começa na análise externa para identificar a real demanda da empresa. Feito o diagnóstico, procede-se à criação de um programa para a implementação das soluções.

 

Diferentemente do passado, a atualidade caracteriza-se por uma evolução crescente de rupturas. As Organizações são expostas a um constante processo de rápidas, abrangentes e profundas mudanças, que afetam os objetivos, estratégias, tecnologias, sistemas e processos; indo além, o comportamento organizacional é composto pela identificação de indivíduos com a organização e com os públicos com os quais ela lida.

 

Para conquistar e/ou manter uma posição de liderança uma solução implica na  preparação dos gestores por meio da educação e de ferramentas e ações que mudam a  realidade da empresa e facilitam o seu dia-a-dia.

 

Pergunta:

A Gestão Empresarial da sua Organização sabe lidar com Inovação e Mudança?

 

(12) Como gerenciar a Internacionalização

 

Por que é importante? A globalização impactou fortemente sobre a forma como as empresas gerenciam suas vantagens competitivas. Nesse sentido, é importante entender a força deste fenômeno, não somente nas empresas que desejam operar globalmente, mas também naquelas que passam pela ampliação do seu ambiente competitivo. Internacionalizar, portanto, deixa de ser uma escolha e passa a ser condição de sobrevivência.

 

Qual a solução? Elaborar uma solução significa a adequação do modelo de negócios e minimização dos custos de internacionalização.

 

Pergunta: A sua Organização está preparada para a Internacionalização do seu Negócio?

 

4 - Curso de Gestão - “aberto” ou “fechado”?

 

O treinamento destinado a necessidades específicas da empresa pode ser feito nos chamados “cursos abertos” que são dados para profissionais de empresas diferentes, com culturas, realidades e objetivos diferentes; portanto, nem sempre se pode dar uma atenção específica a quem participa de um Curso de Gestão.

Já os chamados “cursos fechados” (in company) são apresentados para uma única empresa, podendo ser dirigidos de acordo com a necessidade da Gestão Empresarial dos participantes. Soluções individualizadas, embasadas na  compreensão total da empresa e dos seus desafios, reduzem a distância entre a situação atual e a desejada. No curso in company, a empresa pode escolher a data e carga horária que mais lhe convier, inclusive em finais de semanas e feriados.

 

Qual é a principal vantagem? Adequação de dinâmica, exercício e abordagem conforme o perfil do grupo a ser treinado. Enquanto os cursos abertos abordam temas e situações genéricas, os cursos in company abordam temas específicos e situações reais da empresa, possibilitando a utilização das atividades e situações do dia-a-dia da empresa como retenção de aprendizado e ferramentas de aplicabilidade imediata.

O trabalho com o grupo selecionado gera resultados superiores na medida em que utiliza metodologias que garantem a retenção do aprendizado e a aplicação prática. Além disso, por ter número maior de participantes de uma mesma organização eles podem possibilitar a quebra de paradigmas e agir melhor sobre a mudança dos hábitos da organização. Finalmente vale lembrar que, dependendo do número de participantes, o “custo per capita” é menor.

 

Por que a busca de soluções customizadas se torna viável?

 

O Curso de Gestão sob medida pavimenta o passo a passo (roadmap) da educação corporativa para a carreira empresarial, seja individual ou corporativa. Os participantes aprendem a usar conceitos e instrumentos relevantes de Gestão Empresarial. Baseado no cruzamento de modelos de sucesso com o modelo atual do cliente é possível trilhar um “mapa da mina” para crescer e expandir com lucro, de forma sustentável - é este o grande ganho de um Curso de Gestão, onde: 

  • As conclusões podem ser assimiladas de forma fácil e produtiva.
  • As Práticas de Gestão Empresarial levam a resultados superiores.
  • O avanço entre antes e depois do Curso de Gestão fica evidente.
  •  

Em suma, o participante aprende de fato pilotar o negócio da sua empresa com coragem, determinação e resiliência, acima de tudo na confiança “eu sou possível”....

 

5 - Qual a metodologia recomendada de um Curso de Gestão?

 

Um Curso de Gestão deve transmitir o conteúdo de Gestão Empresarial em áreas-chave como Estratégia, Capital Humano, Marketing e Comunicação, Vendas, Finanças, Comportamento Organizacional, Tecnologia de Informação e Comunicação.

 

Um Curso de Gestão estimula debate de casos empresariais (modelo que surgiu na Harvard University) que levam ao conhecimento em Gestão Empresarial, aplicado à realidade das empresas.

 

Um Curso de Gestão abre espaço para compartilhar conceitos, práticas e experiências de Gestão Empresarial, troca de experiência entre os participantes.

 

6 - Quem deve participar em um Curso de Gestão?

 

É preciso fazer o que tem de ser feito, sem postergar.  Isso envolve valorizar as pessoas e identificar quem é a pessoa certa para cada coisa e dar valor ao conhecimento de quem já trabalha na empresa, a “prata da casa”.

A partir disso, é preciso investir nos “executivos”, atuais ou potenciais, aqueles que executam estratégias, transformam objetivos em ação, orientam a equipe para resultados e são agentes de inovação.

 

7 - Gestão de uma xícara de chá

 

Um Curso de Gestão Humana tem haver com uma xícara de chá?

 

Vamos juntar uma flor de lótus, uma xícara de chá, um bombom, um jornal e um sorriso, quatro elementos que fazem parte de um episódio envolvente sobre atendimento exemplar que vivenciei. 

Cansado de um vôo de 23 horas em viagem de negócio, cheguei no Hotel Mandarim em Hong Kong.

 

O hall do hotel estava iluminado com luz suave que refletiu em paredes de madeira e de espelhos. Atrás do balcão, uma moça de rosto sereno me saudou amavelmente: ‘Bem-vindo ao Mandarim!’.

 

Após confirmar a reserva, uma moça me acompanhou ao apartamento, onde explicou as instalações disponíveis. Já impressionado com o procedimento personalizado, aos poucos notei uma discreta opulência no quarto, com uma mesa redonda, decorada com uma flor de lótus (símbolo de Hong Hong), uma carta nominal de boas-vindas e um bule de chá.

 

A moça acendeu uma vela, recomendou tomar um chá para relaxar e despediu-se com um sorriso sereno como se quisesse dizer: estamos contentes por você ter escolhido nosso hotel.

 

Se não bastasse já esta recepção tão envolvente, vi em cima da mesa orientações sobre a história e sentido do chá oriental.  

 

Queria um quarto, apenas para passar a noite, e comecei a perceber que estava num outro mundo.

 

Desci para tomar uma refeição de meia noite, assinei a conta e retornei para o quarto, ansioso para experimentar o chá oriental.

 

Que surpresa! Alguém havia se antecipado, pois havia um bule com água quente na mesa – teria como não tomar o chá?!

 

A cama estava preparada, o travesseiro arrumado e um bombom de “boa noite” sobre ele.

 

Passei uma noite agradável e, na manhã seguinte, acordei com um estranho borbulhar - uma cafeteira em cima do minibar, ligada por um timer automático, estava preparando o meu café e, junto, um cartão que dizia: “Que seja mesmo a sua marca predileta de café. Bom Dia!”

 

Como eles podiam saber desse detalhe? Aí me lembrei: na refeição  perguntaram qual a minha marca preferida de café.

 

Em seguida, ouvi um leve toque na porta. Ao abrir, havia um jornal - o “meu” jornal!

 

Como eles adivinharam? Caiu a ficha mais uma vez: quando me registrei, a recepcionista havia perguntado qual jornal eu preferia.

 

Precisa dizer que o hotel me encantou – mas afinal, o que ele fizera de encantador?

 

“Apenas” ofereceram uma flor lótus, uma xícara de chá, um bombom, um jornal e um sorriso.

 

Refletindo, nunca se falou tanto na relação empresa-cliente como nos dias de hoje.

 

Milhões são gastos em planos mirabolantes de marketing e, no entanto, o cliente está cada vez mais insatisfeito.

 

Esquece-se das pessoas. O valor do relacionamento com o cliente conta, e muito.  Fazer com que ele perceba que é importante de fato é que faz o encanto!!!

 

Indo além, vamos lembrar que esta história vale no fundo para as relações empresariais com todos os stakeholders, que são, além do cliente, os colaboradores, os fornecedores, a comunidade e os investidores. O “x” da questão é “gerenciar” o outro como ser humano.

 

8 - Como gerenciar a Carreira da Empresa através de Curso de Gestão

 

Quando falamos de desenvolvimento de Gestores, não tem como não citar a General Electric. A GE é uma fábrica de formação de Gestores Executivos. Em seus 130 anos de história, nenhum de seus 12 presidentes foi recrutado fora da companhia — todos foram cuidadosamente forjados dentro do próprio modelo de Gestão Empresarial (“the GE way”).

 

No processo de formação, os gestores são treinados em Crotonville, o lendário centro de treinamento da GE. “Os programas de Crotonville ajudam nossos executivos a entregar resultados num ambiente de negócios que está mudando constantemente”, afirma Jeff Immelt, presidente mundial da GE e substituto do mítico Jack Welch (ambos, aliás, ex-alunos de Crotonville).

 

Crotonville é a parte mais visível de uma de uma Gestão Humana avançada. Para gerenciar a carreira de centenas de milhares de colaboradores, a GE conta com um sistema de avaliação rígido e constante. É com base nessas avaliações que a empresa identifica seus talentos e líderes com os quais ela mesmo quer fazer carreira.

 

Um dos segredos do sucesso de Crotonville é que o centro de treinamento tem uma programação voltada para a vida real — e não para o mundo acadêmico. “É uma filosofia de educação, não um bando de cursos”, afirma o guru indiano Vijay Govindarajan, que recentemente assumiu os cargos de consultor-chefe de inovação da GE e professor residente de Crotonville. Boa parte das aulas se dá em cima de estudos de casos (um formato que fez a fama de Harvard) e é conduzida por ex-executivos da GE, que conhecem de perto os desafios da empresa. Um dos tópicos atualmente presentes nos cursos é o estudo de fórmulas para acelerar o processo de globalização da companhia com foco no tema: como conviver com a diversidade de negócios e culturas que isso envolve.

 

Outro tema debatido pelos corredores de Crotonville é como lidar com a chamada Geração Y. “Até 2010, quase 30% dos funcionários da GE serão da geração Y. Precisamos aprender a nos relacionar com eles”, afirma Jayne Johnson, diretora dos cursos de liderança de Crotonville.

 

O segredo do treinamento eficiente à la GE:

1 – Temas de estudo para a vida real da empresa

2 - Só os melhores (desempenho e potencial de crescimento) participam

3 - O alto escalão da GE prestigia

4 - Caráter prático, muitas vezes, gerador de soluções problemas reais da GE

5 - Mergulho total no aprendizado

6 - Convívio interpessoal intenso

7 - Investimento sem ruptura – mesmo em época de crise

 

Um case de sucesso de uma Gestão Empresarial como foco: preparar o gestor para pensar e agir de forma crítica e inovadora sobre situações e questões que a GE enfrenta – acreditando que pode faze-lo –através de pessoas para os quais faturar e lucrar é importante, mas aprender a faturar e lucrar mais é tudo...

 

 

 


 

Fale Conosco - WK Prisma

 Tel: +55 (19) 3256-8534 / 98219 2638
    E-mail: clique

    Endereço: Rua Cândido Portinari, 258
    13088-007 Campinas – SP

 

       

                

Blog - WK Prisma 

 

 

Bem-vindo ao blog da WK PRISMA
Educação Corporativa Modular

 

Blog

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Social - WK Prisma Werner Kugelmeier FacebookWerner Kugelmeier - LinkedIn

 


© Copyright 2010, WK PRISMA®. direitos reservados
Produzido por Dinamicsite

A página solicitada não foi encontrada !

Verifique se digitou o endereço corretamente. Se esta página foi indicada por um Sistema de Busca (Google / Yahoo / MSN) este ainda não se atualizou após a remoção da página.

Faça uma Busca Interna com uma da(s) palavra(s) solicitada(s) ou avise-nos.

Obrigado !